• (15) 3285-5500

QUALIDADE EM TECIDOS

CARACTERÍSTICAS E PROPRIEDADES

Gramatura
SEGUNDO A NORMA ABNT (NBR 13586 -TOLERÂNCIAS NA GRAMATURA) O LIMITE PODE VARIAR DE ± 5%

CARACTERÍSTICAS DO TINGIMENTO

É IMPORTANTE COMBINAR TOLERÂNCIAS NA DIFERENÇA DE COR (DELTA E) E EM ESPECIAL NO ENFESTO NÃO MISTURAR LOTES OU PARTIDAS

INFORMAÇÃO AO CLIENTE
É de responsabilidade do cliente:

Efetuar teste de migração de todos seus produtos ANTES do corte (não nos responsabilizamos por problemas de migração após o tecido estar cortado e confeccionado).

A Doptex não se responsabiliza quanto à usualidade de produtos derivados da cor Cinza para uniformes, sejam esco­lares ou corporativos, em virtude da cor apresentar baixo índice de solidez.

PARA MISTURA DE CORES COM GRANDE DIFERENÇA DE TOM (EX: BRANCO E VERMELHO), SUGERE-SE A UTILIZA­ÇÃO DE PRODUTOS DE COMPOSIÇÕES DIFERENTES, ONDE NÃO HÁ AFINIDADE DE CORANTE (EX: POLIÉSTER E ALGODÃO). A QUALIDADE DA ÁGUA DO LOCAL ONDE A LAVAGEM DO PRODUTO É FEITA NÃO É DE RESPONSABI­LIDADE DA DOPTEX. A SOLIDEZ AO CLORO DA ÁGUA DEVE SER DE, NO MÁXIMO 3 MG/L (3 PPM).

ARMAZENAMENTO DO PRODUTO

Recebimento e Estoque
• Ao receber o tecido, a confecção deve conferir a quantidade de rolos de tecidos e a qualidade.
• A forma mais utilizada nas confecções para medir o tecido entregue é a máquina revisadeira, onde é possível verifi­car a qualidade do tecido. Ao receber os rolos, avaliar as condições dos mesmos, caso apresentem algum problema, comunicar a Doptex.
• Não transportar as peças no centro do rolo, para não danificar o tubete e causar a deformação do tecido.
• O cuidado com o tecido na estocagem pode ser determinante na manutenção da qualidade alcançada na fabrica­ção do mesmo. Estocar de qual­quer forma pode marcar o tecido, criar rugas eternas chamadas de quebraduras, alterar cores, entre outros problemas.
• O isolamento dos tecidos em relação à poeira e umidade é de suma importância, pois os micro-organismos como fungos e bactérias se alimentam de fibras, desenvolvem manchas e odores que desvalorizam a beleza dos tecidos. Por isso sempre que utilizar pela metade o rolo é necessário emba­lá-lo novamente.
• Os rolos de tecidos devem ficar sobre paletes que os isolem de sujeiras e umidade do chão. Jamais os mantenham de pé apoiados em uma das late­rais (significa condenar esse lado do tecido à marcas e deformações). Empilhar os tecidos como fogueira reduz a qualidade do tecido.
• O estoque de rolos de tecidos com o avesso enrolado para o lado externo do rolo garante um pouco mais de prote­ção a sujidades e ao ataque da luz.
• Cuidado ao encostar os tecidos junto a paredes que podem gerar umidade sem visualização do problema pela obstrução do tecido, bem como não encostá-los em paredes que se aquecem excessivamente devido à insolação contínua. O ataque da luz, seja o Sol ou artificial, pode causar alteração de cor. É sempre importante proteger todo e qualquer tecido da luz.
• Gases poluentes, como os que são emitidos por escapamentos de automóveis também podem afetar a cor de teci­dos, portanto nunca deve ser estocado próximo a garagens ou junto a janelas que tenham acesso aos gases da rua.
• Recomenda-se o sistema PEPS (Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair) para a movimentação de estoques.
• Além dos problemas com fungos e bactérias que se acomodam nos tecidos destruindo a qualidade dos mesmos, há também outras pragas nocivas, por exemplo: baratas que sujam os tecidos com seus dejetos gerando manchas, traças que corroem as fibras criando furos nos tecidos, ratos que roem os tecidos ou produzem dejetos que podem manchar ou até dissolver fibras. Recomenda-se vigilância contínua, mantendo o controle de pragas nos locais de es­toque.
• Altura máxima de pilha é de 1,5 metros.
• Ao desembalar o rolo inicie pelas laterais, não utilizar faca ou estilete para abrir a embalagem.
• Não bater as pontas dos rolos no chão para não danificá-las.


 

OS CUIDADOS ACIMA IRÃO GARANTIR UM MELHOR DESEMPENHO DO TECIDO NO ENFESTO E NO CORTE. É DE OBRIGAÇÃO DE QUEM RECEBE O TECIDO E O MANUSEIA TER OS DEVIDOS CUIDADOS E, CASO OCORRAM ESSES DEFEITOS, IDENTIFICÁ-LOS ANTES DO CORTE.

 

A Doptex tem como peças de “segunda” qualidade as classificadas que apresentem acima de 35 pontos por 100 m² ao término da revisão com base na Norma ABNT NBR 13484.

A DOPTEX NÃO INDENIZA PEÇAS CORTADAS.

Recomendações
O repouso antes de enfestar e cortar é recomendado (Mínimo 48 horas para artigos com elastano). Não relaxar o tecido pode implicar alterações de dimensões, invalidando toda a modelagem desenvolvida. Nunca misturar lotes e nuances diferentes. Na produção do tecido procede-se à separação por nuances que tem as mesmas característi­cas e, misturá-los, pode causar diferença de tonalidade na peça. Quando enfestar cores diferentes para aumentar a produtividade do corte, só o faça montando o enfesto com cores bem distintas. Com isso se reduz a zero a possibilidade de mistura posterior de partes de nuances diferentes na costura.

Venda no Distribuidor
Fica de responsabilidade do Distribuidor informar e conscientizar seus clientes confeccionistas sobre as recomenda­ções de cuidados de cada pro­duto Doptex.

Corte
É IMPORTANTE RESSALTAR QUE QUEM EFETUA O ENFESTO E O CORTE ESTEJA SEMPRE ATENTO A VÁRIOS FATO­RES COMO A NUMERA­ÇÃO DE LOTES PARA NÃO HAVER MISTURAS, EVITANDO AS NUANCES DE COR, OS POSSÍVEIS DEFEITOS QUE PODEM EXISTIR, OCASIO­NADOS NA FABRICAÇÃO DA MALHA – O RESPONSÁVEL PELO ENFESTO E CORTE TEM TOTAL RESPON­SABILIDADE SOBRE EVENTUAIS DEFEITOS DE QUALIDADE VISÍVEIS DURAN­TE O PROCESSO DE PREPARO DO PRODUTO. A DOPTEX ISENTA-SE DE QUALQUER RESPONSABILIDADE DE DE­FEITOS QUE PODERIAM TER SIDO COMUNICADOS ANTES DO PROCESSO DE CORTE DO PRODUTO.

Informações ao Cliente
NÃO INDENIZAMOS OU RESSARCIMOS PRODUTO COM DEFEITO APÓS O CORTE. É DE RESPONSABILIDADE DO CLIENTE OU EMPRESA TERCEIRIZADA PELO CORTE DETECTAR EVENTUAIS DEFEITOS DE QUALIDADE VISÍVEIS ANTES DO PROCESSO DE CORTE E COSTURA. LEMBRANDO NOVAMENTE QUE A DOPTEX TEM COMO PEÇAS DE “SEGUNDA” QUALIDADE AS CLASSIFICADAS QUE APRESENTEM ACIMA DE 35 PONTOS POR 100 M² AO TÉRMINO DA REVISÃO COM BASE NA NORMA ABNT NBR 13484.

COMO CUIDAR MELHOR DAS SUAS PEÇAS FEITAS COM NOSSO TECIDO

Lavagem
• Dissolver completamente o sabão em pó ou neutro (conforme indicação) na máquina antes de colocar a roupa para lavar;
• Siga as instruções de lavagens que constam nas etiquetas;
• Retirar todo tipo de aplique móvel antes de lavar, para evitar danificá-los ou que danifiquem sua roupa;
• Lavar a peça no avesso;
• Nas primeiras lavagens a peça pode soltar tinta, portanto, é recomendável lavar a peça separada das demais;
• Lavar sempre em água fria e não deixar de molho;
• Não torcer a roupa, só pressioná-la com suavidade;
• Enxaguar bem para remover todo o resíduo de sabão ou detergente (o resíduo do sabão pode causar manchas);

Água sanitária (produtos a base de cloro)
• Não utilizar água sanitária (produtos clorados) em roupas de algodão ou viscose (o uso destes produtos pode causar manchas);
• Antes de usar água sanitária, observar bem as instruções da etiqueta;
• Usar somente água fria e, no máximo, por uma hora;
• Não usar recipiente de ferro, cobre ou latão;

Secagem
Seguindo as instruções das simbologias de cuidados

Passar
• Separe a roupa conforme as instruções da etiqueta e comece a passar com a temperatura mais baixa;
• Para mudar de uma temperatura alta para uma mais baixa, aguardar alguns minutos;
• Não utilizar ferro de passar diretamente sobre as peças, especialmente nas cores pretas, marinho e vermelho, pois poderá deixar marcas de brilho. Utilizar um pano fino de algodão sobre a peça;

Guardar a Roupa
Para melhor conservação da tonalidade da cor é aconselhável guardar sua roupa em local isento de luz;

Outras Dicas
• Evite usar perfumes e desodorantes diretamente nas roupas. Eles podem manchar e até danificar alguns tipos de tecidos;
• A melhor maneira de retirar os fiapos ou bolinhas que se formam nos tecidos, é enrolar um fita colante na mão e dedos ou numa escova tipo cone, com o lado colante para fora e passar diversas vezes sobre a peça.

Informações Adicionais
• Sempre conferir simbologia de lavagem (há diferença de simbologia, antes e depois de ser confeccionado o produ­to);
• Cuidar da aplicação do produto, mistura de cores do mesmo tipo de artigo (composé);
• A verificação ao recebimento do tecido e no enfesto de forma correta para que não ocasione problemas nas peças confeccionadas;
• Ter sempre atenção aos testes de encolhimento e o tipo de encolhimento para cada artigo (importante para encai­xe e risco do enfesto);
• Ter sempre atenção ao armazenamento para que preserve a qualidade do tecido;
• Ter o conhecimento aos limites de tolerâncias permitidas, largura/gramatura.

Onde estamos

  ROD. DR. JOÃO JOSÉ RODRIGUES - SP 113/KM03
TIETÊ / SP   -   CEP 18530-000 - CAIXA POSTAL 64
  (15) 3285-5500
  MARKETING@DOPTEX.COM.BR

  DEIXE SEU RECADO